AS CÉLULAS E AS QUATRO ESTAÇÕES

10/07/2017

Usamos da metáfora de quatro estações para a vida anual da célula, demonstrando um ciclo de saúde e vida orgânica. São elas: Cultivo, Cuidado, Crescimento e Colheita. Tal ciclo é inspirado nas estações climáticas anuais refletindo o texto bíblico de Ezequiel 34.26-27: "Na estação própria farei descer chuva; haverá chuvas de bênçãos. As árvores do campo produzirão o seu fruto, a terra produzirá a sua safra e as ovelhas estarão seguras na terra".

Cremos que os tempos de Deus são essenciais para a plenitude da igreja, pois somos um corpo, um organismo vivo e Deus tem um propósito para nós em cada estação. As estações, além de trazer essa cultura da vida orgânica natural, também nos remetem de maneira didática à vivência dos propósitos de cada célula. Por isso somos uma Igreja em células, portanto uma parte muito importante doo pastoreio é realizado através das células.

Deus tem nos dado, a cada ano, novos sonhos para que possamos crescer saudavelmente, desfrutando da satisfação em Jesus sem parar em cada estação! Queremos estimular cada líder para, junto com sua célula, viver este grande momento com muita alegria e disposição para ver o crescimento exponencial de pessoas transformadas por Jesus. O resultado disso será a abertura de lares para novas células, um número cada vez maior de pessoas sendo cuidadas e a capacitação contínua de líderes sempre em ampliação.

Com isso, as estações são ênfases trimestrais com o objetivo de alcançar maior desempenho das ações em célula.

A integração, comunhão e crescimento espiritual acontecem de forma eficaz no ambiente das células, através dos relacionamentos desenvolvidos. Essas ênfases gerarão um processo natural de cultivo, cuidado, crescimento e colheita. Vamos semear e arar a terra (missões), proteger e cuidar (serviço), fazer crescer e frutificar (discipulado) e colher os frutos celebrando a multiplicação (adoração) em um ambiente saudável de intensa comunhão e mutualidade o ano todo (comunhão).

Tais estações visam também estabelecer uma comunicação clara e motivadora que impulsione a todos à integração em célula, pois a expansão da igreja, o alcance de sua visão e o equilíbrio nos propósitos de Deus dependem e são potencializados pelas células.

É essencial que o líder e sua equipe tenham consciência do roteiro das estações pré-estabelecidas, e trabalhem conjuntamente, no esforço de alcançar a próxima estação no menor tempo possível. Dessa maneira os eventos serão organizados de maneira que naturalmente fique claro a estação que a célula está vivendo, equilibrando os propósitos e o pastoreio.

A seguir apresentamos um resumo de cada estação:

ESTAÇÃO DO CULTIVO:

• TEMPO MAXIMO: Dois meses.

• AÇÕES: Arar, semear e germinar.

• OBJETIVO: Ganhar/alcançar/atrair pessoas para Jesus.

Características: Uma época intensa de ações, estratégias e campanhas envolvendo toda a célula.

Nessa primeira fase, a ênfase maior deve ser dada à comunhão. Estabeleça eventos de comunhão.

ESTAÇÃO DO CUIDADO:

• TEMPO MÁXIMO: Dois meses.

• AÇÕES: Proteger e desenvolver.

• OBJETIVO: Cuidar/consolidar/integrar as pessoas que foram alcançadas para Jesus.

Características: Um tempo de intenso foco no cuidado e início da formação espiritual dos novos decididos.

Envio dos novos convertidos à Escola de Crescimento.

A célula se mobiliza para servir e suprir as necessidades da comunidade também.

ESTAÇÃO DO CRESCIMENTO:

• TEMPO MÁXIMO: Dois meses.

• AÇÕES: Crescer e frutificar.

• OBJETIVO: Discipular/treinar/capacitar as pessoas que foram alcançadas para Jesus.

Características: Intenso aprendizado, capacitação e formação espiritual.

As células iniciam o discipulado um a um entre os níveis de liderança.

Envio de pessoas para a Escola de Líderes.

Cada crente é um ministro. Estimule o revezamento da Palavra, monitore e estimule o compartilhamento. Os membros já devem estar vivendo a nossa forma de ser igreja. Monitore quantos membros ainda não fizeram a Escola de Crescimento, encaminhe o líder em treinamento para a Escola de Líderes.

Procure levar a célula ao crescimento através de oração e de vigílias. Mais do que em qualquer outra fase, os eventos-ponte precisam ser introduzidos na vida da célula!

Procure mostrar a importância e a bênção da multiplicação.

Comece a estimular irmãos a cederem suas casas para a futura multiplicação. É tempo de localizar anfitriões.

ESTAÇÃO DA COLHEITA:

• TEMPO MÁXIMO: Dois meses.

• AÇÕES: Colher e celebrar.

• PROPÓSITO: adoração.

• OBJETIVO: Celebrar/colher/enviar as pessoas treinadas para a abertura de novas células.

Características: Um tempo de adoração, envio e celebração da multiplicação das células.

A igreja celebra as multiplicações e acompanha os novos líderes e frutos colhidos pelas vidas, que agora, estão ganhando ou pastoreando outros.

Normalmente, uma célula passará por quatro fases: Cultivo, Cuidado, Crescimento e Colheita. A duração média para que esse ciclo ocorra é entre seis meses e um ano, quando, naturalmente, acontecerá a multiplicação. Após a multiplicação, as duas células resultantes são consideradas células novas. E como tais, talvez tenham de passar novamente por esses quatro estágios.

Dicas Importantes:

  • Geralmente, o tempo de vida de uma célula será de 6 meses a um ano. Qualquer célula, que não se multiplica depois disso, poderá se estagnar, perder seu dinamismo e eventualmente, morrer.

  • Toda célula deve ter uma finalização de algum tipo. Cada membro deve estar atento para isso, desde o início. Consideramos que uma célula se encerra ao se multiplicar. As duas células resultantes da multiplicação são consideradas, então, duas novas células. E como tais, talvez se torne necessário passarem novamente por todas as fases.

  • Algumas células poderão passar de uma fase a outra tão rapidamente que, talvez nem percebamos; outras, porém, poderão demorar-se mais numa determinada fase que a maioria. Cada célula possui características próprias. Seja sensível e perceba as particularidades da sua célula. Existem células dinâmicas, células passivas, células alegres, células jovens, células mais velhas e assim por diante.

  • Muitas células, no começo, são apenas cultos nos lares. Trabalhe para mudar isso. Fale, explique, exorte, mas não permita que sua célula seja apenas um culto familiar.

  • Toda célula deve ter, no mínimo, um líder em treinamento. O líder em treinamento funciona como o DNA do grupo, ou seja, ele é quem leva as informações básicas que edificarão a próxima célula dentro da visão. Se não houver líder em treinamento, a tendência é que a próxima célula, resultante da multiplicação da célula atual, se fragilize e a visão se degenere.

  • O caminho a ser seguido deve ser sempre enfatizado e demonstrado naturalmente, estimule cada membro a passar pelo processo completo.

  • Esteja sempre atento a gerar novos anfitriões e líderes.

  • Estimule cada membro a passar pelo processo completo: da consolidação ao Curso de Treinamento de Líderes.

  • Estimule sua célula a participar de todos os eventos na e grupos da igreja, isso ajudará na integração. Cada pessoa no grupo apropriado: Mulheres, Jovens, Casais, seja ativamente exemplar.

  • Fale com entusiasmo sobre o plano de carreira das células: Líder (15 pessoas), Supervisor (60-75 pessoas), Líder de Rede (375 pessoas)... Cada membro da célula deve estar estimulado a liderar.

  • Lembre-se: Sua principal missão não é juntar pessoas, é produzir líderes.

Para refletir:

Com base na atual realidade de sua célula, em que estação você se encontra?

Com base no programa das quatro estações, quanto tempo resta para a multiplicação?

Esteja sempre atento a gerar novos anfitriões e líderes.


Pr. Ednilson Fernandes de Souza